sábado, 8 de dezembro de 2012

Dicas Para Se Livrar de Pulgas nos Gatinhos

Por Kariny Sacht (Sou Ninguém De Importância)

Antes de falar de como se livrar das pulgas, vamos explicar como vive esse inseto:

A Pulga

Existem cerca de 1500 espécies de pulgas entre as quais:
- a pulga doméstica que parasita preferencialmente o homem – Pulex irritans 
- a pulga que parasita o rato de esgotos (ratazana), que é capaz de transmitir ao homem a terrível doença conhecida por Peste Bubonica e 
- as pulgas Ctenocephalides canis e Ctenocephalides félix, as pulgas que parasitam, respectivamente, os cães e gatos.

As pulgas são insectos hematófagos, isto é, alimentam-se do sangue do hospedeiro que parasitam. Embora cada uma delas procure o seu hospedeiro preferido, na falta deste pode parasitar qualquer um dos outros. Normalmente as pessoas, de uma forma geral, desconhecem que existe esta variedade de pulgas.



A pulga doméstica (Pulex Irritans) encontra-se apenas em meios muito degradados, onde não existem condições mínimas de higiene básica. A pulga que parasita cães e gatos é a mais vulgar e a que se pode encontrar mais facilmente nas nossas casas, devido ao contacto do homem com estes animais de estimação.

O cão infesta-se de pulgas facilmente pelo simples facto de o levarmos à rua para passear ou para ele fazer as suas necessidades. As pulgas podem saltar até cerca de 30 cm de altura pelo que um animal pode levar algumas para casa sem ter tido nenhum contacto mais próximo com outro animal. Assim sendo é muito fácil as nossas casas serem infestadas com pulgas, trazidas pelos nossos animais ou simplesmente vindo agarradas à nossa roupa ou sapatos.

E o ciclo começa…


A pulga passa por quatro estágios no seu ciclo de vida, que pode durar de 12 a 170 dias, dependendo da temperatura ambiente e umidade (condições ideais são temperatura em torno dos 27ºC e umidade de 80%).

A fêmea da pulga deposita os ovos no cão ou gato e, como muitos destes ovos não se fixam bem no pêlo, quando o animal se coça ou sacode, caem no chão. Os ovos não são visíveis a olho nu, são resistentes a secas, altas temperaturas e produtos químicos.

Se os ovos encontrarem no pavimento condições propícias de temperatura e de umidade, eclodirão em larvas num período de 2 a 10 dias. As larvas são minúsculas e entranham-se nos tapetes, mantas, tecidos, frestas do soalho, etc., onde se alimentam de restos orgânicos e de fezes de pulgas adulta (que não é mais do que sangue mal digerido e muito energético para estas larvas). No exterior também se alimentam de fezes de animais, nomeadamente de fezes de cães.

Entre 5 a 11 dias as larvas formam um casulo onde se desenvolve a forma de pupa, estágio em que o parasita é extremamente resistente aos produtos antiparasitários e a outros agentes de limpeza. A pupa pode ficar escondida por meses na sua casa e por mais que você limpe, ela se esconde tão bem que apenas com os produtos de limpeza normais, vassoura ou até mesmo aspirador de pó, pode ser difícil eliminá-la.

Se as condições no ambiente e temperatura forem favoráveis, as pupas poderão transformar-se novamente em pulgas e daí a 5 dias tornamos a ter pulgas adultas e o ciclo continua.

Pulgas Em Gatos

Pode ser difícil descobrir se o seu gato tem pulgas, dado que eles tentam comer as mesmas quando são picados. As vezes, a melhor forma de saber se o seu gato está com uma infestação de pulga é ver se você está sendo picado ou se o seu gato está se coçando muito. Portanto, observe o comportamento do gato. Se você desconfiar, ao realizar o seu cuidado diário com a pelagem do gato, dê uma olhada nos pêlos do animal e tente encontrá-las.

Uma outra maneira de descobrir se o seu gato tem pulgas é passar um pente fino (de preferência um pente branco) nele encima de um lençol branco. Se o branco ficar com pontinhos finos, isso pode significar que o seu gato tem pulgas. Para verificar passe um pano molhado nestes pontinhos para ver se ele se torna vermelho, o que é um sinal de sangue.



Doenças associadas às pulgas em gatos


Uma infestação de pulgas pode causar várias doenças em um animal, que incluem anemia, desidratação, bartonelose e tifo murino. Não existem vacinas para gatos que previnem essas doenças. Quando o gato ingere uma pulga, ele corre o risco de ter tênia. Uma picada de pulga, principalmente quando o animal de estimação é alérgico, pode causar infecções e alergias na pele do gato e até perda de pêlo do animal.


Tratamento de pulgas em felinos


Existem vários tratamentos contra pulgas em gatos, alguns específicos para as fases mais jovens da pulga e outros para quando ela já está mais adulta. Um deles são as coleiras anti-pulgas para gatos, as quais atualmente tem a sua eficácia questionada, além de poder ser nociva a saúde do gato, já que sua composição é basicamente de pesticidas. Para os que gostam de tratamentos naturais, existem opções no mercado. Um deles é o óleo de Neem, uma planta de origem indiana que é conhecido como um inseticidas natural. Além disso existe shampoo anti-pulgas os quais podem ser aplicados durante o banho do gato.

De qualquer maneira, é extremamente importante consultar um bom veterinário e escolher o melhor tratamento para o seu animal. Ao comprar remédios contra pulgas, nunca compre um remédio para cachorros e aplique-o no seu gato.

Precauções para você e sua família


Se você descobrir que o seu animal de estimação está infestado com pulgas, é importante livrar a sua casa também desses insetos. Precisa-se tratar todas fases de pulga, dos ovos até os adulto, para eliminar totalmente estes insetos.

Para eliminar os ovos e as larvas, é necessário lavar todos os carpetes, travesseiros, edredons, etc. aonde o seu gato normalmente habita.